segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

coisa nº4




Sentir desconectado do pensar,
emoção que não decanta,
excesso, obstrução,
rudeza que rebate.

Aborta afetação,
começa do nada.

Silêncio,
agora paz.

– Pode música?
Nem isso agora.

A ponta da caneta desliza
sem palavras.








foto gsecchin





Tomates verdes
deixaram de ser estranhos,
mesmo sem serem habituais,

uma relação requer intimidade,
exterioridade reclama permeabilidade.

Situações insólitas:
não ser delineado a partir do seu oposto,
comunicar o inconfessável.







foto gsecchin




O futuro pode aprisionar, sendo promessa
e dívida a reembolsar.

Superação:
onde essa vontade se expressa?

Impulso ou obstáculo,
cópia ou simulacro.

A verdade é uma experiência,
ninguém pode perfaze-la em seu lugar.

Na lógica dos sentidos,
compreender nem sempre é aceitar.

Vida, dor, círculo...


Palavras Possíveis I, II, III é um poema inédito 




título: coisa nº4 Moacir Santos







Um comentário:

  1. Lindo !!!
    Pra terminar o ano com poesia, verdade e amor.
    Sou seu fã.

    ResponderExcluir